9 de julho de 2014

É isso.

Sou uma pessoa tão intensa que beiro a loucura, pois é tudo muito, ao mesmo tempo, à vera. 
Sou daquelas que quando gosta (seja o que for) gosta mesmo, é pra valer, mas se não tá valendo a pena desapega, porque desapegar é buscar leveza, e não dá pra carregar uma vida cheia de pesos né? Não é fácil desapegar, sofro um pouco, claro, mas toda escolha acaba gerando uma renúncia, e não mendigo nada porque esmolar não acrescenta nada de bom à vida.
E há cerca de três meses comecei a ficar incomodada com algumas coisas, e mais incomodada ainda com outras. E percebi que queria mais, precisava de mais, podia mais. Enxerguei que já era hora de dar novos passos, fazer mais as coisas que me dão prazer, ir atrás do que me interessa, arriscar, me atrever, perder o medo de ser quem sou, assumir minhas escolhas. 
Amo uma roupa, sapato, biju artesanal, amo. E estou investindo nisso, sem medo de parecer hippie (eu curto traços da filosofia hippie já contei?), maluca, ou seja lá o quê. Se encontro, gosto e posso pagar, levo. Porque pra mim moda é estilo, e meu estilo é estar bem e confortável comigo mesma, é gostar do que vejo no espelho.
Também comecei a mexer mais em plantas, plantar mais no jardim, no quintal, em vasinhos, espalhar pela casa. Porque casa tem que ter aconchego, e para mim aconchego é ter plantas, cores, cheiro de café fresco, de canela, risada de criança, bicho.
Voltei a escrever, e perdi o medo de expor o que escrevo. Eu sempre escrevi muito, desde a infância, tenho cadernos e agendas até hoje. Mas morria de medo, de vergonha de expor as frases que crio, os meus textos, meus pensamentos. Me libertei desse medo, porque medo paralisa e não nos permite colocar os sonhos de pé.
Agora continuo escrevendo, mas vez ou outra mostro no Instagram o que criei. 
Amo estudar e gostaria que estudante fosse profissão reconhecida e de carteira assinada, certeza que seria mega sucedida e estaria rica hahahahaha. Então voltei a estudar, mas como disse lá no começo sou intensa, quase louca, e tudo é muito, então comecei logo dois cursos, porque se é pra pirar bora pirar com estilo.
E junto a isso tudo eu resolvi mudar algumas coisas em casa, voltei a inventar artes, estou tirando (finalmente) um antigo projeto do papel. E tem o principal né? Sou mãe, esposa, cuido da casa e de uma gato danado de levado.
Se dá pra ser feliz de outro jeito eu não sei, pra mim está ótimo, do meu jeito, ideal. 



* Estou completamente in love com o Instagram, mas ainda estou aprendendo a usar e por enquanto o meu é privado, porque posto muita foto do meu filho e porque sou neurótica com isso. Mas se quiser me seguir é só solicitar, não fica chateada ou envergonhada tá? 

4 comentários:

  1. Muito bom..mudar é mara...estou ansiosa esses tempos..e sei que tem a ver com isso..preciso me libertar do medo que está me aprisionando...quero saber detalhes dos cursos..e viva nossa loucura de cada dia..beijus e vamos que vamos!

    ResponderExcluir
  2. O importante na vida é isso: fazer o que nos faz feliz!
    Ter coragem de mudar, de soltar amarras, de fazer coisas novas é libertador.
    Siga escrevendo!

    Grande beijo e muitos cheiros no JM! ;)

    ResponderExcluir
  3. Finamente encontrei minha alma gêmea, rsrsrssr.
    Carine A-MEI saber que você também gostaria que estudante fosse profissão reconhecida e de carteira assinada.
    Cursos já fiz vários.
    Tenho duas graduações - Psicologia e Direito - e uma Pós em Administração.
    Por mim, passava a vida estudando.
    Desejo que essa nova fase seja realmente repleta de realizações e muitas alegrias.
    Bjs.:
    Sil
    http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi querida! Nos acompanhamos mais de perto pelo Face, mas adorei passar por aqui hoje. Super me identifiquei com esse post: eu tb sou meio hipponga, sempre fui. Acho um estilo de vida otimista, natural, em que as pessoas tem consciência da importância de cada atitude nossa para o universo. Falou, bixo? hehehehe
    Ah, vou te pedir solicitação no Instagram Now! Tb adoro!!!

    Beijinhos green
    Renata
    http://dicasgreen.blogspot.com

    ResponderExcluir