2 de outubro de 2014

Eu.




Porque não quero ser comedida. Não quero pisar em ovos, usar meio termo, escolher palavras.
Não quero me preocupar com o que outro vai pensar. Eu realmente nem sei se quero me preocupar com o outro.
Eu tenho a pretensão de ser livre, ser humana, sangue, calor, alma nua.
Porque sou o que sinto, o que penso, o que quero.
Sou feita de cor, luz e espaço.
Quero não precisar ter medo, reservas, melindres.
Quero ser honesta, limpa, cristalina.
Só quero ser eu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário